13 de setembro de 2013

Caso não consiga patrocinadores, “Aventura Selvagem” pode ser extinto pelo SBT

http://rd1.ig.com.br/wp-content/uploads/2013/09/rich.jpg 
O SBT continua promovendo mudanças em sua programação e embora muitas delas sejam determinadas apenas pela vontade de Silvio Santos, outras obedecem a medidas comerciais.

A emissora trabalha num sistema de ‘sociedade’ com seus apresentadores e só aceita produzir programas que “se paguem”, ou seja, que garantam seus patrocinadores e livrem a Casa de prejuízos.

Tal missão tem sido árdua para o “Aventura Selvagem”, programa onde o biólogo Richard Rasmussen interage com os mais diversos tipos de animais. Richard, que chegou a ter sua demissão cogitada pela imprensa, segue na emissora, mas sob condições repletas de incertezas.

“Continuo na emissora. Tenho um contrato que pode ser renovado a cada três meses. Se eu conseguir fechar parcerias comerciais neste período, o programa vai para o ar”, contou o apresentador à jornalista Janaína Nunes. Este contrato de curtíssima duração torna incerto o futuro do “Aventura Selvagem”, que, segundo o próprio Richard, pode ser extinto ou ‘rebaixado’ ao status de quadro de alguma atração do SBT.

“Vou tentar fechar duas temporadas no NatGeo. Se der certo, ficará complicado manter o programa na TV aberta porque tenho de viajar e também correr atrás de patrocínio”, disse Richard, referindo-se ao programa que agora comanda na TV por assinatura e revelando suas agruras no SBT. “Talvez eu diminua minha participação no aberto, ficaria apenas com um quadro dentro de uma atração, como já aconteceu antes”, completou.

HISTÓRICO

O “Aventura Selvagem” já perdeu o espaço que possuía nas noites de sábado no SBT e foi relegado às 7h30 das manhãs de domingo. A atração costuma registrar baixíssima audiência, oscilando entre 2 e 3 pontos.

Contratado em 2009 num ‘contra-ataque’ promovido por Silvio Santos contra a Record, Rasmussen se destacou no comando de um quadro no “Domingo Espetacular” e acabou ganhando o “Aventura Selvagem”, que em seus primeiros anos chegou a marcar alta audiência. Caso deixe a emissora, Richard pode interromper um ciclo que já dura 4 anos.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário