30 de setembro de 2013

Chiquinha, do “Chaves”, vem ao Brasil em novembro

http://rd1.ig.com.br/wp-content/uploads/2013/09/img-537979-maria-antonieta-de-las-nieves-chiquinha-fara-shows-nos-brasi20130820171377028840-620x321.jpg 
Maria Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha do seriado “Chaves”, está de malas prontas para o Brasil. Ela chega ao país em novembro, para uma série de shows em São Paulo e no Rio de Janeiro. Em entrevista ao site da revista “Caras”, Maria Antonieta falou sobre a expectativa de voltar aos palcos, depois de ter anunciado a aposentadoria.

Esta não é a primeira vez que a atriz vem ao país, mas será a primeira oportunidade de ficar mais tempo em terras tupiniquins. “Essa não vai ser a primeira vez que eu venho, mas será a primeira vez que vou ter tempo para conhecer bem as coisas, sair para comer, passear. A última vez que estive no Brasil fazia muito frio, me levaram ao Cristo Redentor, mas o dia estava nublado, escuro. O Rio me encantou muito, mas desta vez vou passar mais tempo em São Paulo, porque tenho muitos compromissos profissionais, e no Rio só vou fazer um show, em 8 de novembro. Mas o Cristo e o Pão de Açúcar são demais! Os brasileiros são seres privilegiados!”, elogia.

Sobre as surpresas que reserva para o público em suas apresentações, ela revela alguns detalhes: “Bom, vou levar ao Brasil um show novo, que se chama Fijate, Fijate, Fijate (Pois é, Pois é, Pois é, em tradução livre). É uma apresentação com um novo conceito, algo nunca visto por meus fãs. Vou dançar com oito bailarinas, com trocas de vestuário, muitas canções de Chaves e minhas. Vou levar também pela primeira vez meu cachorro, Peluchín. O Brasil sempre esteve nos meus sonhos, estou muito emocionada de voltar aí com meus shows, então não duvide que farei algo grande. Meus fãs brasileiros me dão muito carinho, é o momento de retribuir tanto amor. Vou fazer um número de uma cantora brasileira super linda, que tem uma canção que dá vontade de dançar, mas é surpresa, terão que ver ao vivo”.

Recentemente Maria Antonieta ganhou os direitos sobre sua personagem, depois de uma longa disputa judicial com Roberto Bolãnos. Ela também comenta esta vitória. “Esse é um assunto muito, muito difícil. São 12 anos de briga judicial. Agora, a Chiquinha é só minha. É uma grande vitória, uma sensação incrível, depois de tudo que passei, embora sempre tivesse ao meu lado a minha família e meus amigos. A Chiquinha foi minha primeira filha… Ainda que não acreditem, não tenho rancor, nem raiva dele. Eu admiro e respeito muitíssimo o Bolanõs. Gosto muito dele e sou muito agradecida. Apenas temos ideias muito diferentes”, conclui.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário