23 de outubro de 2013

Cabrini entrevista homem acusado de matar e fazer salgados com carne humana

No Conexão Repórter desta quinta, Roberto Cabrini apresenta o documentário "Diário do Mal". Os portões do presídio de segurança máxima se abrem e o jornalista entrevista um dos criminosos mais intrigantes que o mundo já viu nascer.

Foram três horas de conversa com um assassino frio e manipulador, capaz de criar uma seita e, em nome de Deus, assassinar e depois praticar atos de canibalismo com os corpos de suas vítimas. Um encontro tenso e inquietante.

Formado em Educação Física e faixa preta em karatê, Jorge Beltrão Negromonte da Silveira tinha tudo para se estabelecer como profissional respeitado, mas trilhou caminhos tortuosos. Ele criou uma seita que pregava a maldade para combater o próprio mal e, em nome da purificação da humanidade cometeu, junto com duas mulheres, uma série de assassinatos brutais seguidos de atos de canibalismo.

Um homem de boa cultura, que usou de seu rico vocabulário para escrever o roteiro com todos os detalhes do que aconteceu. Além de escritor, ele se intitulava diretor de cinema e produziu filmes macabros nos quais encena as matanças que pretendia realizar e, por fim, realizou.

Uma crueldade sem precedentes, com detalhes que surpreendem até a polícia.


Foto: Reprodução/SBT
E mais: tivemos acesso a um diário com novas revelações sobre a relação de Jorge Negromonte e Bruna, uma de suas companheiras.

CONEXÃO REPÓRTER
Nesta quinta, à meia noite

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário