2 de outubro de 2013

Carro do SBT é pichado e Globo News se esconde em protesto

http://www.noticiasdatv.com.br/application/public/img/noticias/625_315_1380657941Melissa.000.jpg

Durante as manifestações da última segunda-feira (30), em frente à Câmara Municipal do Rio de Janeiro, um carro-link do SBT foi pichado por integrantes do grupo conhecido como Black Blocs.

Uma equipe da emissora, sob o comando da repórter Melissa Munhoz, estava ao vivo no SBT Notícias quando foi cercada por um grupo. A transmissão foi cortada abruptamente.

Por meio do seu perfil numa rede social, Melissa desabafou e disse que toda a equipe precisou ser escoltada pela Polícia Militar para não ser lichada:

"Me xingaram de pir@#$@, vadia, vagabunda. Hoje [ontem], eu e minha equipe fomos expulsos da Cinelândia!!! Tive que pedir ajuda a um PM para não sermos agredidos!!! Não posso aceitar tamanha censura. Não posso achar normal tanto cerceamente à notícia."

Consultada, a assessoria de imprensa do SBT informou que nada de grave aconteceu com os profissionais. E ressalta que todos os cuidados estão sendo devidamente tomados.

Já a Globo News escondeu seus profissionais. Uma repórter entrou ao vivo por telefone. O canal não revelou seu nome nem o local de onde ela falava.

Entre os dias 13 de junho e 7 de setembro, a Abraji (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo) contabilizou 82 violações contra profissionais da imprensa na cobertura de manifestações em vários Estados.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário