12 de outubro de 2013

Grade infantil diária perde 29% de espaço na TV aberta em dez anos


http://www.noticiasdatv.com.br/application/public/img/noticias/Carrinho_1.jpg
A criança está perdendo espaço na TV aberta. Nos últimos dez anos, a programação infantil de segunda a sexta-feira perdeu 29% de espaço nas seis principais emissoras do país (Globo, Record, SBT, Band, Cultura e Rede TV!). Encolheu quase um terço.

Em 2003, as emissoras abertas dedicavam, juntas, 23 horas e 50 minutos da programação para atrações infantis. Dez anos depois, esse tempo caiu para 17 horas e 10 minutos.

Líder em horas destinadas para a criança, a TV Cultura, que tinha 10 horas diárias de programação infantil, tirou neste mês duas horas para estrear novos programas jornalísticos.

Excluindo-se a Cultura, a queda é ainda maior. A grade infantil diária nas emissoras comerciais despencaram 53%, chegando atualmente a 6 horas e 30 minutos.

Globo e Record reduziram a zero os programas infantis diários e passaram a exibir apenas nos finais de semana. Nesse ínterim, a Record estreou o Hoje em Dia (2005), e a Globo trocou a TV Globinho pelo Bem-Estar (2011) e o Encontro (2012).

Até no SBT, emissora comercial que mais dedica horas para a criança, a programação infantil perdeu espaço. Nos últimos dez anos, a grade infantil diminuiu 49%. Nesse intervalo, o SBT lançou um programa com os palhaços Patati Patatá e ressuscitou o Bozo, mas atualmente os três palhaços estão fora do ar.

A única emissora que aumentou o espaço à programação infantil diária foi a Band, que em 2003 tinha apenas 30 minutos e atualmente destina duas horas para a criança. A Rede TV!, que não tinha programação infantil, chegou a transmitir o TV Kids, que saiu do ar em março deste ano.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário