4 de novembro de 2014

'Rafinha Bastos nunca foi meu amigo', revela Danilo Gentili


Em alta no SBT, Danilo Gentili esquentou a guerra dos talk shows na TV em 2014. Desde a estreia, em março, o The Noite ficou na liderança durante mais de 32 horas, superando Agora É Tarde, sua antiga atração na Band, hoje sob o comando de Rafinha Bastos, e, em alguns dias, o Programa do Jô. Enquanto tem carinho por Jô Soares, a quem enviou uma gravata de presente durante internação hospitalar, Gentili mantém uma relação fria com o ex-colega Bastos, a quem não o considera um amigo. Para ele, o Agora É Tarde um programa "extinto".

"A gente não se fala há muito tempo. [Rafinha Bastos e eu] Nunca fomos amigos. Em determinado momento, pareceu uma boa ideia abrir um bar [Comedians Club, em São Paulo] porque nós dois tínhamos bons nomes para o negócio, mas nunca tivemos afinidade. De todos os comediantes de stand-up, e sou amigo de praticamente todos, com ele nunca tive afinidade para ser amigo", afirma Gentili.

Danilo Gentili e Rafinha Bastos estavam no auge no CQC quando um investidor fez uma sociedade com os dois para inaugurar o Comedians Club, bar especializado em stand-up comedy, em 2010. Os sócios famosos deram grife ao novo empreendimento, mas a proximidade dos dois acaba aí. Se na época mal se falavam, hoje se distanciaram ainda mais. Gentili e Rafinha alfinetam um ao outro em seus programas.

Na última sexta (31), o humorista do SBT, fantasiado de vampiro por causa do Halloween, disse que "chupava sangue, e não o saco dos argentinos" ao ser comparado a Bastos, referindo-se à direção artística da Band, formada por argentinos da produtora Eyeworks Cuatro Cabezas.

Já o apresentador da Band aproveitou as entrevistas do Agora É Tarde para cutucar o rival. Durante as eleições, estimulou a então candidata à Presidência Luciana Genro (PSOL) a falar mal de Gentili, que a comparara ao líder nazista Adolf Hitler após participação dela no The Noite.

Apesar das provocações, Danilo Gentili prefere não assistir ao Agora É Tarde e o considera "extinto" desde quando deixou a atração e assinou com o SBT, em dezembro de 2013. Ele também não vê o Programa do Jô quando concorre com o The Noite para não se influenciar.

"Quase nunca assisto. Dou prioridade ao meu programa. Se eu começar a ver os outros, tenho medo de parar de fazer o que eu acho que é bom para começar a ser melhor do que eles. Prefiro fazer o meu a fazer pensando nos outros", diz Gentili.

Jô Soares e concorrência

Com Jô Soares, entretanto, o tratamento é mais cordial e carinhoso do que com Rafinha Bastos. O apresentador da Globo desejou boa sorte ao novo concorrente na estreia do The Noite. Em agosto, durante a internação de Jô devido a uma crise de pneumonia que o deixou afastado da TV durante 43 dias, Gentili enviou um presente a ele.

"Quando o Jô foi internado, eu mandei um presente para ele, uma gravata borboleta. Quando ele saiu, me ligou agradecendo, falou que adorou. Não consegui visitá-lo por causa de agenda e porque ele ficou muito tempo na UTI. Achei legal quando ele me ligou, elogiou o programa, falou que gosta muito, que está muito bom. Quando estreei no SBT, ele também me deixou um recado. Desejou boa sorte, disse que começou no SBT", conta.

Apesar de disputarem audiência no mesmo horário e com formatos semelhantes, Danilo Gentili não se considera concorrente de Jô Soares. "Quem está correndo atrás sou eu. O Jô Soares já está consagrado, eu estou em fase de ascensão, busco me estabelecer. Acho que não me enxergam como concorrente, e sim como um moleque que está chegando. Nunca pensamos em algo para dar muita audiência, e sim algo legal para assistir. Quando dá boa audiência, eu divulgo mesmo", afirma.

Para 2015, além do The Noite, Danilo Gentili lançará o Guia Politicamente Correto do Humor e o filme Como se Tornar o Pior Aluno da Escola, baseado em seu livro publicado em 2009. As gravações começam na metade do ano que vem.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário