3 de dezembro de 2014

Incerteza sobre novo ano leva emissoras a puxar o freio

O momento da economia brasileira, em tempos de troca de comando, desde agora está levando a todos a usar de certa cautela em relação ao que poderá nos esperar no ano que vem.

Os nomes escolhidos, Joaquim Levy e Nelson Barbosa, de acordo com os especialistas, abrem perspectivas das mais interessantes, mas o bom juízo recomenda não tirar os pés do chão.

No mercado na TV, sabe-se, entre o final deste mês e o começo do outro, será anunciado um novo enxugamento na Record, em alguns dos seus mais diferentes setores, especialmente na área das produções. É um trabalho que já está em fase de conclusão.

Na TV paga, o SporTV também promete pisar no freio de gastos no ano que vem. Muitos eventos internacionais, que sempre contaram com as presenças de narrador e comentarista in loco, serão feitos em off-tube. As equipes de Copa América e Pan-Americano, de acordo com o planejamento inicial, estarão reduzidas ao mínimo indispensável. Segundo se comenta, só serão dois narradores em Toronto e um na Copa América. Tudo diferente do que sempre aconteceu.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário