8 de janeiro de 2015

De volta ao ar, Chapolin tem mais audiência do que Chaves no SBT

De volta à grade do SBT, Chapolin está superando no Ibope o "irmão" mexicano Chaves, que sempre teve mais audiência na emissora. Desde segunda-feira (5), quando retornou ao ar, até ontem (7), o enlatado acumulou na hora do almoço 6,5 pontos na Grande São Paulo e derrotou a Record, ocupando a vice-liderança. Exibido no final da tarde, Chaves registrou 5,7 e chegou a amargar a quarta colocação no Ibope, atrás até da Band.

Chapolin superou Chaves em todos os dias desde o retorno à programação do SBT. Na segunda, reestreou com 6,3 pontos, ante 6,0 do "irmão" latino. Um dia depois, a vantagem aumentou: 6,4 a 5,4. Na quarta, Chapolin bateu recorde: 6,8 pontos, contra 5,7 de Chaves. Cada ponto equivale a 67 mil domicílios na Grande São Paulo.

Além de dar mais audiência do que Chaves, Chapolin também fica mais tempo na vice-liderança do Ibope. Na quarta, a série antecessora, Um Maluco no Pedaço, perdeu para o Balanço Geral (6,2 a 6,6). Na sequência, o mexicano devolveu o segundo lugar ao SBT (6,8 a 6,1). No mesmo dia, Chaves, além de ter perdido para o Cidade Alerta, ficou atrás do Brasil Urgente, da Band: 5,6 a 6,5.

Criações de Roberto Gómez Bolaños, morto em novembro, Chaves e Chapolin recebem tratamento diferente no SBT. O menino órfão é visto como curinga e nunca sai do ar. O super-herói, entretanto, vai e volta da "geladeira" e há 12 anos não é transmitido para todo o Brasil. Costuma retornar na hora do almoço (como atualmente), apenas para São Paulo e outras regiões.

Diretores do SBT já alegaram que Chapolin não tem espaço fixo na programação porque não dá audiência. Em 2013, com episódios inéditos sem divulgação, ficou apenas três semanas no ar e deixou a grade em março. Em agosto, o SBT transmitiu a série na internet no mesmo horário da propaganda política. Alguns episódios também foram exibidos em um especial após a morte de Bolaños.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário