7 de março de 2015

Marco Feliciano se pronuncia sobre briga com Thammy: “Um showzinho pré-programado”

Marco fez desabafo no Facebook
Convidado do quadro “Elas Querem Saber” do “Programa Raul Gil”, Marco Feliciano se envolveu em uma discussão com Thammy Miranda, uma das entrevistadoras.

O bate-papo vai ao ar hoje (07) e Feliciano utilizou seu perfil oficial no Facebook para dar a sua versão do caso. De acordo com o deputado, a briga começou quando Thammy comemorou a perseguição sofrida pela família do parlamentar, dizendo que o fato havia sido “bem feito e que aqui se faz, aqui se paga”.

“Você não está falando isso! Pensei que estava lidando com pessoas inteligentes, de alto nível…”, teria dito Feliciano, que fora replicado por Thammy: “Então eu sou uma anta!”. Depois, a filha de Gretchen jogou seu microfone no chão, conforme ele relata.

O pastor ainda classificou como “teatrais” os bastidores do programa e se pronunciou sobre um vídeo na internet no qual aparece chamando Raul Gil de “engodo de Satanás”.

Veja o relato do pastor na íntegra:

"Já tem alguns dias que gravei o Programa Raul Gil no quadro ELAS QUEREM SABER, que vai ao ar hoje as 14:15h pelo SBT.

E nestes dias me silenciei ao ler as mais mentirosas notas postadas por folhetins, blogs, etc e etc.

Quando fui convidado, deixo aqui bem frisado, não me ofereci, fui CONVIDADO, me deram garantias de um programa de alto nível. Nunca havia assistido a esse quadro, mas amigos que o gravaram me disseram para ir tranquilo.

Nos bastidores, no camarim de espera, fui tratado com cordialidade, com direito a um abraço do Raulzinho que já foi candidato pelo meu partido, o PSC. Também troquei palavras amigáveis com algumas entrevistadoras, entre elas Tammy, Val e a socialite Sayeg.

Bastou colocar o pé no palco pra sentir que as coisas ali dentro eram bem teatrais, ou seja, desaparecem as moças sorridentes do camarim e entram em cena as personagens.

Nunca tive medo de entrevistas, sou bem claro em meus posicionamentos.

Perguntas polêmicas respondidas com sobriedade. Confesso, esperei novas perguntas, mas as de sempre já respondidas em vídeo, jornal, revista, mídia social como a do cartão e a senha, se cuido do meu cabelo, se casei virgem, porque não apóio casamento de pessoas do mesmo sexo, nada de novo.

Contive gargalhadas ao ver as moças fazerem perguntas completamente despreparadas como por exemplo por que eu votei contra o casamento gay, ora nunca houve votação para isto, o congresso nacional nunca pautou este tema, ou ver uma delas dizer que o Evolucionismo era cientificamente comprovado, ou seja o homem veio do macaco, e tive que explicar que era apenas a Teoria. Enfim mantive o equilíbrio.

O momento mais "quente" foi quando a Tammy teve seu microfone cortado pela produção, jogou-o no chão e saiu de cena, um showzinho pré-programado, como também programado foram os aplausos a ela. Ela disse que não iria fazer só as perguntas que eu quisesse!! Mas como assim se eram elas que faziam as perguntas e eu não me esquivei de responder nenhuma.

Quanto a história da "ANTA", se deu quando fui questionado se sofri perseguições, enquanto respondia que sim, perguntaram da família, respondi que minha esposa e minhas três filhas sofreram também. Neste momento Tammy diz em bom tom: BEM FEITO! Aqui se faz, aqui se paga. Ela disse que eu promovo ódio... Fiquei perplexo e disse: Você não está falando isso! (Que minha família merecia sofrer perseguição intolerante) emendei a esta frase: Pensei que estava lidando com pessoas inteligentes de alto nível, e ela respondeu ENTÃO SOU ANTA, DEVO SER UMA ANTA, e eu disse, é verdade... Você está dizendo.

Momentos depois pedi a Tammy desculpas e ela ironizou.

Não levantei minha voz, não xinguei, não briguei, já enfrentei coisas piores e sempre mostrei equilíbrio.

Por último me perguntaram porque um dia falei que o Raul era usado pelo diabo... e eu disse falei sim, há 20 e tantos anos atrás, quando nossas igrejas evangélicas não aceitavam o uso da TV. Quando víamos meninos crentes cantando no programa dele e estes meninos depois saiam da igreja, se desviam dos caminhos do Senhor. Também expliquei que há uns 4 anos atrás enviei a produção um email com pedido de desculpas pois hoje via o programa do Raul como um dos poucos programas para toda a família assistir.

No demais, não estava tremendo quando a Val me abraçou, não estava nervoso nem nada, ela fez o papel dela, divulgar o programa para que tivesse uma grande audiência.

Não sei como será a edição do programa. Pois quando editam tudo pode acontecer. Já estou acostumado a ser mal interpretado, xingado, humilhado, não me acovardo.

Agradeço ao Programa Raul Gil pela oportunidade e me coloco a disposição sempre. Raul é um grande ser humano, defendeu no programa a entrega do dízimo, falou com coerência. O senhor Raul tem meu respeito e admiração. Sou fã e não nego.

Não assistirei o programa porque neste exato momento aguardo o embarque pra Santiago no Chile, onde ministrarei em um grande congresso evangélico.
Abraço a todos!"

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário