28 de abril de 2015

Gabriela Spanic fala do Brasil e de "A Usurpadora": "uma grande novela"

Reconhecida como grande atriz em todo o mundo, Gabriela Spanic nutre um grande carinho pelo Brasil. Provavelmente, ela sabe que o país a ama e a reconhece nas ruas como em nenhum outro lugar, até mais que o México, pelo seu principal trabalho na televisão: as gêmeas Paola e Paulina, da novela "A Usurpadora", novamente reprisada pelo SBT.

Na "nova" exibição, a trama tem conseguido médias na casa dos 7 pontos, sendo vice-líder absoluto nos fins de tarde da emissora de Silvio Santos.

Gabriela Elena Spanic Utrera, nascida em Ortiz, na Venezuela, é muito mais que a simples intérprete de um sucesso mundial. Começou a carreira como modelo e chegou a disputar o título de Miss Venezuela. Neste tempo, fez vários cursos de interpretação e se tornou atriz pouco depois, se mudando para o México. Além do divisor de águas na sua carreira, fez outras tramas não só na Televisa, como também na TV Azteca, onde está atualmente.

Nesta entrevista exclusiva  Gaby Spanic fala da reprise de "A Usupradora", sobre sua carreira no México e sobre a próxima visita que fará ao Brasil, neste próximo mês de maio.

Aliás, falar sobre o Brasil não é problema nenhum para ela. "Cada viagem é maravilhosa. (..) O Brasil é muito importante para mim", afirmou Spanic.

Leia a entrevista na íntegra:

"A Usurpadora" está sendo exibida pela sexta vez no SBT desde março. Você tem ideia do sucesso estrondoso que a trama faz por aqui?

Gaby Spanic - Jamais imaginei todo este sucesso de “A Usurpadora” no Brasil. Ter sido um fenômeno pra mim é um privilégio, é uma benção de Deus. É impressionante! “A Usurpadora” me proporcionou muitas coisas, me fazendo viajar, conhecer o mundo. Minha vida e minha carreira têm sido um antes e depois, e tem sido linda.


Por qual razão você acredita que os brasileiros continuam acompanhando "A Usurpadora" mesmo após tantas exibições? Há algum segredo na fórmula que você credita esse sucesso?

Gaby Spanic - Bom, eu não sei qual a receita secreta para o sucesso da novela, de verdade. O Brasil tem sido um mercado muito interessante e importante e gostam muito da novela. As duas personagens, Paola e Paulina, a boa e a má, com um melodrama clássico, com um renomado escritor que a adaptou, Carlos Romero, que tem grande crédito nisso, um gênio de escritor, e além do mais, uma novela que já tem mais de 17 anos, as pessoas ainda seguem vendo, recordando e segue tendo muito sucesso. Então eu acho que todo é um conjunto, um bom diretor, uma boa história, bons atores, uma boa equipe técnica. Foi uma grande novela em todos os sentidos, onde os envolvidos eram pessoas idôneas, para realizarem uma grande novela.

Na época, quem foi mais difícil interpretar: Paola ou Paulina?

Gaby Spanic - Para mim foi difícil interpretar as duas personagens, porque cada uma tinha uma essência diferente.

Paulina com seu coração tão nobre, e com sentimentos lindos, eu digo, de verdade, que é uma personagem que te estimula, te inspira, te faz se sentir bem, a nobreza e todo seu esplendor, em todas as suas expressões. É um personagem sem maldade alguma.

Paola era extrema, uma personagem muito ambiciosa, muito frívola, é um ícone gay no mundo, as falas da Paola são ditas em todas as partes do mundo, em diferentes idioma, então eu acho que as duas tiveram os seus desafios e obstáculos, mas tudo isso de um jeito positivo.


Como você reagiu ao vir ao Brasil em 1999 pelo sucesso da novela e ser homenageada até no programa "Em Nome do Amor", de Silvio Santos, que é considerado o maior comunicador do país e dono do SBT?

Gaby Spanic - Foi maravilhoso, até o tenho gravado em casa e é um tesouro pra mim. Foi uma experiência maravilhosa, admiro muito o Silvio Santos, é uma pessoa que lutou muito, que tem muita credibilidade, é um excelente ser humano. É uma pessoa de trabalho, uma pessoa maravilhosa, eu nunca me esquecerei deste programa, que foi até Ortiz, onde me criei, fizeram uma homenagem, apresentou toda a minha família. Foi um programa maravilhoso, em todos os sentidos da palavra, e nunca me esquecerei, são tipos de experiências que ninguém nunca pode te tirar ou dizer, pois se sente apenas no coração.


Você tem vindo ao Brasil quase que anualmente. O que te fascina tanto no nosso país?

Gaby Spanic - Eu tenho sido muito convidada para visitar o Brasil e cada viagem é maravilhosa, de verdade, me sinto muito amada, muito querida e para mim é uma benção que me convidem sempre, pois o Brasil é muito importante pra mim, pra minha carreira, pra minha vida. Me sinto muito agradecida, muito, muito agradecida por todas as demonstrações de carinho, e nunca diminuiu, só vai crescendo com o passar dos anos. Muito obrigada!

Nos últimos tempos, você fez novelas na TV Azteca, concorrente da Televisa. Seu respaldo internacional diminuiu? O que te seduziu na Azteca?

Gaby Spanic - Sim, tenho feito novelas na Azteca, fiz “Emperatriz” e “La Otra Cara del Alma”. "Emperatriz" foi um sucesso, uma novela muito linda e de acordo com eles deu muito certo, eles são ótimos!

Você tem se dedicado à carreira de cantora nos últimos tempos, fazendo até algumas turnês. Qual sua prioridade neste momento? Um novo CD pode vir?

Gaby Spanic - Bom, neste momento estou com meu CD, meu álbum intitulado “En Carne Viva”, e tenho ido muito bem no Itunes. No Brasil, por exemplo, nestas três últimas semanas tem ficado em sexto lugar entre os mais vendidos, por conta da novela. É um gênero mexicano, que minhas fãs tem gostado muito. Com certeza tenho vontade de ter outro CD, neste momento tenho este, no qual estou muito feliz, porque estou recebendo muito elogios, em especial do Brasil.

Se você pudesse escolher uma novela sua que ainda não foi exibida no Brasil, qual escolheria? Tem "Emperatriz", "Soy Tu Dueña"...

Gaby Spanic - De verdade, "Emperatriz", com todo meu coração a recomendo.

Nos dias 16 e 17 de maio acontecerão eventos no Rio de Janeiro e São Paulo, respectivamente, com fãs do seu trabalho. Que mensagem manda a eles?

Gaby Spanic - Bom, sobre todos os meus fãs, que sempre vem me apoiando, sempre estão perto de mim, gostaria primeiramente de agradecer por tanto apoio, tanto carinho, e por estar a tantos anos comigo.

Infelizmente em minha vida, aconteceram coisas estranhas, que as fãs tão pouco entendem, mas eu quero dizer bem de perto, que às vezes, por serem pessoas boas, por não ter malícia em sua mente, em seu coração, por confiar muito nas pessoas, pode te passar coisas na vida. Aconteceram-me muitas coisas na vida e eu digo que Deus me fez assim, que estou feliz de ser assim, não tenho machucado a ninguém, as pessoas têm alimentado muitas coisas sobre mim, e exatamente por isso, por confiar nas pessoas, infelizmente você se decepciona muito, mas também te fortalece, porque acredito muito em Deus e continuarei acreditando, apesar de que me façam coisas feias, estas pessoas nas quais acreditei meu carinho, meu coração, eu envio muitas bençãos e sigo acreditando que sim, existem muitas pessoas boas no mundo.

Obrigada a todos os meus fãs, por acreditarem na Gaby Spanic.


O que terá em especial nesta sua vinda em maio?

Gaby Spanic - Bom, teremos uma linda convivência, vamos conversar, quero agradecer a todos de perto. Quero passar tudo que eles me fazem sentir de volta pra eles.

Por fim, o que você diz aos telespectadores que estão assistindo a mais esta reprise de "A Usurpadora"?

Gaby Spanic - Bom, o que posso dizer, "A Usurpadora" passou por várias gerações e espero que continuem assistindo, se identificando com o meu trabalho. Sou muito agradecida a todos os fãs e telespectadores, eles que me ajudaram a me tornar a mulher que sou hoje, então só tenho que agradecer a cada um deles.

Fonte Natelinha

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário