29 de junho de 2015

Silvio Santos surpreende e anuncia produção de novo reality de confinamento

Vivendo com o Inimigo
Formato criado por Alexandre Frota em 2011 e que ainda não havia ganhado um voto de confiança do SBT, “Vivendo com o Inimigo” sairá do papel. Pelo menos foi o que prometeu Silvio Santos durante a edição deste domingo (28) do seu programa.

O comunicador anunciou que vai confinar em uma mansão, provavelmente a mesma que serviu de cenário para a icônica “Casa dos Artistas”, 12 ex-maridos e 12 ex-esposas. A montagem da equipe de produção, escolha do apresentador, data de estreia, entre outras coisas, serão analisadas a partir de agora.

No início de 2012, com chamadas rolando na programação da emissora, Gilberto Barros, Lígia Mendes, André Vasco e Patrícia Abravanel foram cotados para o projeto. Todavia, não se pode descartar o nome do próprio SS para desempenhar essa função.

Na época, também se falou no prêmio de R$ 300 mil para o primeiro colocado e R$ 200 mil para o segundo. Os valores, porém, devem sofrer reajuste. A ideia é que quem for “sobrevivendo” acumule R$ 1 mil por dia. O programa ficará no ar por 13 semanas.

A VOLTA DOS QUE NÃO FORAM

Tratado como uma “releitura barraqueira” da “Casa dos Artistas”, reality de confinamento que marcou época na TV brasileira, “Vivendo com o Inimigo” pode apostar em ex-casais conhecidos. Há três anos, o SBT chegou a sondar famosos para integrar o formato.

A ex-deputada Havanir Nimitz (PRTB-SP), da célebre frase “meu nome é Havanir”, herdeira política de Enéas Carneiro (1938-2007), esteve na mira da produção.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário