30 de setembro de 2015

Celso Portiolli reclama de censura no SBT

Celso Portiolli reclama de censura no SBT
Em entrevista ao 'Morning Show' nesta segunda-feira, 29, o apresentador Celso Portiolli deu declarações surpreendentes sobre o canal em que trabalha, a emissora de Silvio Santos, o SBT. A entrevista dada à Rádio Jovem Pan FM de São Paulo teve falas do comunicador dos domingos sobre censura e desentendimentos dele com sua produção. Segundo Portiolli, ele também não aprova o nome de seu programa aos sábados, o 'Sabadão'. Os comentários do contratado do SBT pegaram mal nos bastidores da Anhanguera. Por sorte, ele está em alta no canal.

Para Celso, o 'Sabadão' já começou errado em seu nome. Segundo ele, o nome mais adequado seria 'Sábado Legal', já que assim seria mais fácil vender publicidade. "Isso seria muito bom para a área comercial, mas a ideia foi vetada. Começou errado já", disse Portiolli.

A nova atração está há pouco tempo no ar, mas o suficiente para o apresentador querer promover mudanças no programa. Segundo o comunicador, novos games e musicais devem deixar a atração mais ágil e divertida. "Os telespectadores tem que saber que a atração é divertida. O programa passa sábado às 22h. Quem vê não saiu de casa, mas nem por isso que um produto triste ou parado", completou.

O contratado do SBT ainda disse ter mais dois anos de relações com o SBT. Ele revelou também que não gostou da produção do programa que teria tomado algumas atitudes à revelia. De acordo com Celso Portiolli, os produtores teriam cortado algumas piadas feitas por ele. O intuito dos editores seria proteger o comunicador. "Eu reclamo sempre. Falo que não pode. Para mim isso é uma espécie de Chantilly no morango", continuou.

O apresentador ainda lembrou que demorou vinte anos no SBT para conseguir ganhar um lugar cativo no ar. Ele começou na telinha fazendo as famosas pegadinhas de Silvio Santos, depois virou coringa da emissora, substituindo todo mundo que ia embora, como Angélica e Gugu. Apesar de ficar conhecido pelas trocas, Celso se nega a ganhar o título de substituto de Silvio Santos. "Isso não tem fundamento. É único".

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário