30 de outubro de 2015

SBT cortará despesas e demitirá mais de 100, mas poupará artistas

Novembro se anuncia como tenebroso para os funcionários do SBT. A emissora deverá demitir cerca de 120 profissionais no início do mês. Diretores passaram a semana estudando formas de reduzir custos com o menor número de demissões, mas o corte de empregos será inevitável. Segundo um alto executivo da rede de Silvio Santos, as demissões vão ocorrer em todos os setores, menos no elenco de atores e apresentadores.

O corte deverá atingir de 4,5% dos cerca de 2.700 funcionários das emissoras próprias (São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belém, Porto Alegre, Jaú-SP, Ribeirão Preto-SP e Nova Friburgo-RJ).

Com o enxugamento, o SBT se junta à Band e à Record na lista das redes que tiveram que reduzir seus quadros em 2015, por causa da crise que atinge o país e afeta os investimentos publicitários. A emissora realizou cortes nos últimos 12 meses, mas foram consequência da extinção de telejornais. Com menos custos, a emissora também se prepara para enfrentar um 2016 sem perspectivas de melhora na economia nacional.

Ao evitar enxugar o quadro de artistas, o SBT mantém a produção atual de novelas e de programas, neutralizando impactos no telespectador, mas novas atrações estão na berlinda. Todos os novos projetos estão sendo analisados com cuidado. Só devem emplacar se tiverem viabilidade comercial _ou seja, se já estrearem vendidos.

No ano passado, a incerteza sobre 2015 fez o SBT desistir de contratar Fábio Porchat para um programa nas noites de sábado. Em 2016, o "sonho" de abrir um segundo horário de novelas, com produções para o público adulto, poderá ser adiado novamente.

A emissora não comenta o assunto oficialmente.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário