22 de novembro de 2016

Silvio Santos exige mudanças no jornalismo do SBT em 2017

O apresentador e dono do SBT não está satisfeito com a performance do jornalismo da emissora em 2016 e quer mudanças profundas a partir de janeiro.

Com exceção provavelmente do "SBT Brasil", exibido em horário nobre, Silvio Santos reclama que os índices de audiência dos telejornais da casa --e seu conteúdo-- poderiam ser melhores.

Ele também não está nada satisfeito com a performance até aqui  do "Primeiro Impacto", e reclama de outros telejornais da madrugada.

No caso do "Primeiro Impacto" as mudanças já começaram esta semana, com a volta das âncoras Joyce Ribeiro e Karyn Bravo à bancada, e a diminuição da presença do jovem Dudu Camargo, 18 anos. Mais alterações devem ocorrer em 2017.

A mudança inicial não surtiu efeito, ao menos no primeiro dia.

A audiência do "Primeiro Impacto" ontem ficou na mesma: casa dos 2,5 pontos, ficando em terceiro lugar em audiência --atrás da Globo e da Record. Cada ponto de ibope vale por 69 mil domicílios na Grande São Paulo.

No caso do "SBT Brasil", Silvio não tem do que reclamar, já que o telejornal tem ficado na casa dos 7 pontos, que é um número excelente para o horário nobre, e diante da concorrência com novelas da Globo e da Record.

Apesar da queixa do "patrão", o jornalismo do SBT --e de outras emissoras, inclusive a Globo-- vem sofrendo uma fase de corte de jornalistas, funcionários e, principalmente, de verba para matérias mais elaboradas (para viagens, por exemplo).

No caso de seus telejornais da madrugada, Silvio não terá chance de ver melhorias sem investimento. Afinal esses produtos são apenas uma "repetição" de tudo que já foi exibido mais cedo na própria casa.

Além disso, o "Jornal do SBT" e o "SBT Notícias" têm mantido a vice-liderança em seus horários de exibição nas madrugadas.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário