29 de novembro de 2016

Tragédia com time da Chapecoense vitima jogadores e profissionais da imprensa

Depois de enfrentar o Palmeiras na penúltima rodada do Brasileirão, a Chapecoense embarcou para a Colômbia na noite desta segunda-feira (28) para disputar a primeira partida da final da Copa Sul-Americana. Na madrugada desta terça-feira (29), o avião que transportava a delegação do time catarinense sofreu um acidente, vitimando pelo menos 76 das 81 pessoas que estavam a bordo.

Entre os passageiros, além dos jogadores e comissão técnica, membros da tripulação e vários jornalistas credenciados para cobrir a decisão.  A aeronave se declarou em emergência por falha técnica às 22h, horário local, entre as cidades de Ceja e La Unión. As causas da pane ainda são desconhecidas. Ironicamente, Caio Jr., o técnico da Chapecoense, disse após a última partida. “Se eu morresse agora, morreria feliz”.

Uma operação de emergência foi acionada para atender as vítimas. O goleiro Danilo, uma das pessoas resgatadas com vida, não resistiu e faleceu no hospital. As condições climáticas eram bastante adversas dificultaram o resgate. As buscas já foram encerradas. A possibilidade de encontrar mais alguém com vida está completamente descartada.

Diante da tragédia, vários clubes de futebol de todo o mundo manifestaram o seu pesar. Três jogadores, dois tripulantes e pelo menos um jornalista sobreviveram: os jogadores Alan Luciano Ruschel (lateral), Jackson Ragnar Follmann (goleiro) e Hélio Zampier Neto (zagueiro); o jornalista Rafael Henzel; a comissária Ximena Suarez; e o técnico da aeronave Erwin Tumiri.

Por conta da cobertura, a Globo exibiu uma edição especial do “Bom Dia Brasil”. O telejornal comandado por Chico Pinheiro permaneceu no ar até 10h40. Galvão Bueno esteve no estúdio do “Bom Dia São Paulo”, junto com Rodrigo Bocardi. Mediante a comoção, a CBF adiou a segunda partida da decisão da Copa do Brasil,  entre Grêmio e Atlético Mineiro, que aconteceria nesta quarta-feira (30). A entidade máxima do futebol também estuda qual será o procedimento em relação à rodada derradeira do Campeonato Brasileiro.

Veja a lista dos profissionais de imprensa que estavam a bordo:

Guilherme Marques: repórter da Globo

Ari de Araújo Jr.: repórter cinematográfico da Globo

Guilherme Laars: repórter cinematográfico da Globo

Giovane Klein Victória: repórter da RBS TV, afiliada da TV Globo, de Florianópolis

Bruno Mauri da Silva: técnico da RBS, afiliada da TV Globo, de Florianópolis

Djalma Araújo Neto: cinegrafista da RBS TV, afiliada da TV Globo, de Florianópolis

André Podiacki: repórter do jornal “Diário Catarinense”

Laion Espíndola: repórter do Globo Esporte

Victorino Chermont: repórter dos canais Fox Sports

Rodrigo Santana Gonçalves: repórter cinematográfico dos canais Fox Sports

Devair Paschoalon, o Deva Pascovicci: narrador dos canais Fox Sports

Lilacio Pereira Jr.: coordenador de transmissões externas dos canais Fox Sports

Paulo Clement: jornalista dos canais Fox Sports

Mário Sérgio: ex-jogador e ex-técnico de futebol, atualmente era comentarista nos canais Fox Sports

Renan Agnolin: repórter da rádio Oeste Capital, de Chapecó

Fernando Schardong: Rádio AM

Edson Ebeliny: Rádio AM

Gelson Galiotto: narrador da rádio Super Condá, de Chapecó

Douglas Dorneles: repórter esportivo da Rádio Chapecó

Jacir Biavatti: Rádio FM

Ivan Agnoletto: da rádio Super Condá, de Chapecó

Rafael Henzel: jornalista da rádio Oeste Capital, de Chapecó – foi resgatado com vida e levado ao Hospital de La Ceja.

Este Post é

0 Comentários:

Postar um comentário